SporTV transmite o Mundial de Revezamento neste fim de semana

359
Foto: Divulgação/ CBAt

Neste fim de semana (sábado e domingo), o SporTV 2 transmitirá o Mundial de Revezamento que será disputado na Silésia-Polônia. De acordo com a grade de programação divulgada pela emissora, a transmissão no sábado começa a partir das 14 horas, e no domingo, a partir das 14h15.

Da equipe brasileira, o 4×100 m feminino será o primeiro a competir, a partir das 15h08 (Horário de Brasília), depois entra o time masculino do 4×100 m, às 15h39, e o 4×400 m misto corre a partir das 16h20.

Parte dos atletas da seleção brasileira pôde participar do Camping Internacional de Treinamentos e Competições em Chula Vista, Califórnia, nos Estados Unidos, promovido pela Confederação Brasileira de Atletismo em parceria com o Comitê Olímpico do Brasil e alguns até receberam a primeira dose da vacina do novo coronavírus em San Diego.

O grupo do 4×100 m masculino segue forte. Felipe Bardi e Erick Felipe Cardoso entraram na equipe e integram a seleção com os “veteranos” Paulo André Camilo de Oliveira, Derick Souza e Rodrigo Nascimento, campeões mundiais em Yokohama, no Japão, e quarto colocados no Mundial de Doha, em 2019. Eles substituem, pelos critérios de convocação, Jorge Henrique Vides e Vitor Hugo dos Santos.

Para Felipe de Siqueira, treinador-chefe e responsável pela equipe masculina, o 4×100 m teve boa preparação em Chula Vista.

“Conseguimos treinar bem e conciliar competições de 100 m e revezamento”, comentou Felipe. “Ajustamos as passagens com a entrada do Felipe e conseguimos um bom resultado, 38.66, em Azusa, tempo melhor do que conseguimos na preparação de 2019, quando ganhamos o título mundial.”

Já a equipe do 4×100 m feminina conta com sete atletas na Polônia. Os treinadores Katsuhico Nakaya e Carlos Alberto Cavalheiro, também coordenador geral dos revezamentos do Brasil, terão de escolher quatro titulares até sábado, antes das preliminares.

“Temos três gerações juntas, com Rosangela Santos e Ana Claudia Lemos, como as mais experientes, depois Vitória Rosa, Ana Carolina Azevedo e Anny Bassi, e as mais jovens Lorraine Martins e Vida Aurora Caetano”, lembrou Katsuhico Nakaya.

Já o técnico Evandro Lazari, do 4×400 m misto, também tem boa expectativa para a competição.

“O objetivo é melhorar a sexta colocação de Yokohama. Acredito que vamos buscar uma marca que seja melhor que nosso recorde sul-americano e, se isso acontecer, podemos brigar por uma medalha”, lembrou o treinador, referindo-se à marca de 3:16:12, obtida no Mundial de Doha-2019.

O grupo é formado por Tiffani Marinho, Geisa Coutinho, Tabata Carvalho, Alison Santos, Anderson Henriques e João Henrique Falcão Cabral. Alison garantiu a vaga na equipe só no dia 3 de abril, quando correu os 400 m em 45.78, melhor marca do Ranking Brasileiro de 2021, em Chula Vista.

O paulista de 20 anos também correu os 400 m com barreiras, sua especialidade, em 48.15, no tradicional Drake Relays, em Des Moines, Iowa, também nos Estados Unidos, novo recorde brasileiro sub-23 e melhor marca do mundo do ano.

A delegação, chefiada por Edson Luciano Ribeiro, medalhista de prata em Sydney-2000 e de bronze em Atlanta-1996, tem ainda os treinadores Carlos Cavalheiro, Carlos José Camilo de Oliveira e Darci Ferreira da Silva.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here