Romailson Ribeiro obtém índice para a Surdolimpíadas nos 800 m

967
Foto: Reprodução Instagram

Durante o 5º Torneio Atletismo Paulista realizado na Praia Grande, Litoral Sul de São Paulo, o atleta Romailson Ribeiro de Santana (FAE Osasco), fechou a segunda série dos 800 m, na segunda colocação, com 1.58.50. Com isso, alcança o índice exigido pelo Comitê Internacional de Esportes para Surdos, para disputar a Surdolimpíadas que é 2.04.50.

Em 2022, a cidade de Caxias do Sul será a sede da 24ª edição de Verão da Surdolimpíadas, evento multidesportivo internacional, organizado pelo Comitê Internacional de Esportes para Surdos (ICSD – International Committee of Sports for the Deaf). O Brasil será o Primeiro País da América Latina a sediar os Jogos Surdolímpicos de Verão.

“Conseguir o índice que garante minha participação na Surdolimpíada é o resultado de um conjunto de acontecimentos: Há mais ou menos sete anos comecei a treinar e um ano depois ganhei a primeira corrida, isto me trouxe uma sensação maravilhosa que me fez entender que sou tão capaz como os ouvintes”, disse Romailson.

“Após isso fiquei sabendo que existiam competições específicas para surdos e comecei a participar destas. Agora tenho a oportunidade de participar de uma competição mundial, a Surdolimpíada, mas para isso era necessário conseguir o índice. Toda a minha preparação é de responsabilidade do professor David Alison, que me ajuda em todos os sentidos a lutar pelos meus objetivos. Outra motivação é a minha família, principalmente meu filho, quero deixar para ele um legado de força e determinação”, comentou o atleta.

“Durante a prova que me garantiria o índice, em alguns momentos me senti cansado e esgotado, mas recarregava minhas forças pensando no meu maior sonho, e assim ele aconteceu, vou para a Surdolimpíadas, graças a Deus, quanta emoção! Quando recebi os cumprimentos da CBDS – Confederação brasileira de Desportos de Surdos, me senti muito honrado. Tudo valeu a pena!”, revelou o atleta.

“Os treinos continuam fortes, meu professor está organizando tudo para a Surdolimpíada e para outras competições, inclusive da Federação Paulista de Atletismo. Quero agradecer a todos que me apoiaram e torceram por mim, principalmente ao meu professor, a CBDS, a FAE Osasco e a Federação Paulista de Atletismo. Esta conquista é nossa!”, agradeceu e citou um trecho da Bíblia.

João 16:33 diz: Eu venci o mundo e vós também vencereis, então tendes bom ânimo.

Na equipe de Osasco desde 2018, o treinador David Alisson conta que Romailson será seu primeiro atleta a disputar uma competição internacional.

“Sou treinador na equipe de Osasco desde 2018 e o Romailson será meu primeiro atleta a disputar um campeonato internacional, isso mostra que estamos no caminho certo, a conquista do índice pelo Romailson serve de combustível não somente para ele, mas para todo o nosso grupo de atletas que sonha em competir em alto nível”, disse o treinador.

A parceria com o atleta Romailson começou em 2014, quando o treinador ainda era estudante de Educação Física. Desde então, foram algumas idas e vindas, até que o atleta voltasse em definitivo.

“Conheci o Romailson em uma seletiva que fiz nas escolas da região no ano de 2014 na época eu era estudante de educação física e auxiliava o meu treinador, com as peneiras e treinamento com a iniciação, o Romailson se interessou e começou a treinar com a equipe de Osasco com o meu antigo treinador, ele se afastou um tempo do atletismo e depois voltou a treinar, chegou a treinar um tempo com o Lucas Catanhede que é um treinador da nossa equipe. Novamente parou, mas voltou novamente a treinar comigo e estamos buscando agora uma participação nas Surdolimpíadas”, contou Alisson.

Referência e Inclusão

“As Surdolimpíadas é um grande evento e a conquista deste índice é muito importante o Romailson é um atleta dedicado aos treinos e alcançar o índice é a coroação de um trabalho que estamos realizando”.

“Espero que através desta participação consigamos incentivar a prática de atletismo em nossa cidade, pois ele será uma referência para as crianças inclusive as surdas, é muito importante falarmos de inclusão social e a Surdolimpíadas é isso”, falou o treinador.

Agradecimentos

Treinamos no Sesi-Osasco que tem uma parceria com a Prefeitura de Osasco para utilizarmos a pista. A prefeitura de Osasco através da secretaria de esportes nos dá o apoio com os treinamentos e competições.

Gostaria de colocar no meus agradecimentos a prefeitura de Osasco por todo apoio, ao Jair coordenador da modalidade e a todos os técnicos e estagiários que trabalham diariamente para que isto seja possível.

Obrigado Federação Paulista de Atletismo por todo apoio e parabenizo pela organização da competição assim como os árbitros que tiveram toda atenção para que o Romailson pudesse fazer a sua prova.

 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here