Orcampi analisa temporada vitoriosa na pista e projeta 2021

235

A Orcampi é uma equipe que possui um programa que contempla todas as etapas da formação esportiva: captação de talentos, formação, aprimoramento técnico e, por fim, o rendimento. Quando começou o ano de 2020, o objetivo principal era trabalhar para o ampliar o atendimento de praticantes.

“Os profissionais dos projetos Orcampi e IVCL iniciaram a temporada 2020 com objetivo de aumentar o número de atendimento, ainda no começo do ano o projeto contratou um novo professor na escola de formação, com um número maior de professores e o aumento de alunos no projeto já era esperado um aumento na qualidade técnica dos praticantes, mesmo sem trabalhos intensos, os estímulos, a variedade de exercícios aumentando o vocabulário motor trazendo a melhora de forma natural é a linha de trabalho desse grupo no projeto”, explicou o professor Tiago Bueno, mais conhecido por Feijão.

Com o anúncio da pandemia causada pelo novo coronavírus, a equipe da Orcampi se viu diante de um dos maiores desafios do projeto. Trazer resultados sem poder realizar treinamentos específicos, entretanto, Feijão lembra que muitas equipes e atletas não tiveram a oportunidade de treinar em uma pista de atletismo durante esse período.

“O desafio foi outro, talvez o maior até agora no projeto, trazer resultados sem treinos específicos. Os resultados da temporada nos motiva muito, nos mostra que estamos no caminho certo, porém é preciso analisar que o momento é de dificuldades para muitas equipes, cidades e alguns atletas não puderam sequer treinaram uma pista de atletismo antes dos principais campeonatos, o que não tira o mérito de termos uma equipe multidisciplinar de qualidade, professores e treinadores que conseguiram manter um planejamento mínimo, com dedicação e competência dos atletas que em muitos momentos até melhoraram os resultados pessoais”, falou Feijão.

Desafios no período de isolamento

Com o início da pandemia o desafio então mudou, o desafio era manter o número de praticantes e manter os alunos estimulados, tanto físico como psicologicamente, isso em meio ao caos.

Foi então que os professores da escola de formação seguindo a tendência mundial, promoveram aulas on-line, essas aulas remotas trouxeram mesmo que a distância um contato dos alunos com os professores e amigos e permitiu atividades físicas e não foram poucos os relatos de atletas que assumiram um cuidado maior ao realizar exercícios, essas aulas consideraram as idades dos praticantes e proporcionou uma grande aceitação dos envolvidos com o projeto.

Com a liberação das atividades físicas a equipe seguiu protocolos de segurança e higiene, o que fez com os praticantes se sentissem seguros em voltar aos treinos, isso nos deu alguns dias de vantagem e muita motivação para as competições.

Com 221 pontos no geral, a Orcampi ficou com o vice-campeonato no Troféu Brasil 2020, realizado no Centro Olímpico, em São Paulo. No feminino, a equipe de Campinas somou 115 pontos e ficou em segundo lugar, o masculino ficou na terceira colocação, com 96 pontos conquistados.

“O resultado da nossa equipe neste ano no Troféu Brasil representou a determinação e superação de atletas, comissão técnica e equipe multidisciplinar em um ano tão adverso. As dificuldades foram superadas e alcançamos um resultado que foi muito comemorado”, disse o presidente da Orcampi, Guilherme Pizzirani.

Por um atletismo ainda mais forte, o presidente da Orcampi parabenizou a equipe do Esporte Clube Pinheiros pelo título no Troféu Brasil 2020, falou do crescimento da AABLU, terceira colocada na competição e reforçou a importância do trabalho de formação de atletas, como a Orcampi realiza.

Foto arquivo

“Aproveitamos a oportunidade para parabenizar as equipes do Pinheiros pelo título e a AABLU pela terceira colocação, que surpreendentemente apareceu como uma força no atletismo. Esperamos que em 2021 todas as equipes desenvolvam um trabalho de formação como realizamos na Orcampi, pois este é o caminho para a evolução do atletismo Nacional”, falou Pizzirani.

Já projetando a próxima temporada, o presidente Pizzirani fala em planejamento estratégico para melhorar a posição no Troféu Brasil 2021.

“Com relação à temporada 2021 nosso objetivo é melhorar a posição no Troféu Brasil com um planejamento estratégico específico para a competição e torcer para que os Jogos Olímpicos sejam realizados e que possamos ter muitos representantes na competição”, projeta o presidente.

Para finalizar, o presidente reforçou que em 2021, a Orcampi seguirá trabalhando forte e mantendo seus ideais. “Os trabalhos de formação e aperfeiçoamento técnico dos atletas irá continuar com muita força e competência, que é uma marca registrada da Orcampi”.

Vice colocado no Troféu Brasil, a equipe de Campinas somou resultados importantes na temporada 2020. Selecionamos alguns desses números.

*A temporada começou com o ouro inédito para a atleta Tiffani Marinho, campeã Sul-Americana Indoor dos 400 m. A competição ainda teve o treinador Evandro Lazari, convocado como treinador chefe da delegação brasileira na competição!

*O 2º Festival Atletismo Paulista Sub-20 e Adulto, da Federação Paulista de Atletismo marcou o retorno das competições, ainda que sem público e um dos destaques foi o atleta William Braido, do arremesso de peso.

Braido venceu a prova e fez a terceira melhor marca brasileira da história: 20,01 m. Obteve essa marca em arremesso com deslocamento, o que torna o feito ainda mais relevante se considerarmos que as duas melhores marcas brasileiras foram obtidas com arremesso com giro. O atleta é treinado por Sinval Oliveira.

*Equipe vice-campeã do Campeonato Paulista Adulto e campeã Paulista Sub-20!

* Campeã do Campeonato Brasileiro Sub-20!

*Campeã do Campeonato Brasileiro Sub-18. A ORCAMPI foi a grande campeã no geral e também comemorou o primeiro lugar na categoria masculina e o vice na feminina.

*Ana Luísa Couto foi eleita a melhor atleta do Campeonato Brasileiro Sub-18 na categoria feminina, quebrou o recorde brasileiro no heptatlo (5150 pontos) e o recorde do campeonato na prova dos 100 metros com barreiras.

*Campeã do Campeonato Brasileiro Caixa Sub-23 de Atletismo. A equipe somou 213 pontos na classificação geral após dois dias de competição, que fechou o calendário da Confederação Brasileira de Atletismo de 2020. Foi campeã da categoria feminina, com 147 pontos e terminou em terceiro na masculina, com 66.

*Para fechar o ano, Campinas sediou o Campeonato Paulista das categorias Sub 23; Sub-18 e Sub-16.

Categoria Sub-23
Geral: Equipe Vice-campeã
Feminino: Equipe Vice-campeã
Masculino: Equipe Vice-campeã

Categoria Sub-18
Geral: Equipe Campeã
Feminino: Equipe Campeã
Masculino: Equipe Campeã

Categoria Sub-16
Geral: Equipe Campeã
Feminino: Equipe Campeã
Masculino: Equipe Campeã

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here