Dr Gerson de Andrade fala de marcas, dopping, Corona Vírus e Tóquio 2020 no Podcast Atletismo Paulista

798
Foto: Arquivo

Gerson de Andrade Souza nasceu em 02 de janeiro de 1959, sua história começou a ser escrita como a maioria dos brasileiros. Negro, pobre e morador da periferia da zona leste de São Paulo. Ainda menino sonhava em ser médico e hoje é referência em medicina ortopedista, se formou pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e participou de duas Olimpíadas (Los Angeles 1984 e Seul 1988),

O ex-atleta e doutor Gerson de Andrade escreveu seu nome no atletismo e até a atualização do dia 10 de janeiro de 2020, seu nome apareceria na sexto colocação do Ranking de Todos os Tempos (CBAt), com a marca de 00:45.21, nos 400 m.

“Eu conquistei essa marca na província de Rieti, na Itália, em 1982. Foi em um meeting de atletismo e esse tempo foi batido após nove anos, por Sanderlei Parrela, bateu 00:44.29, estamos falando de um segundo de diferença. Na prova dos 400 m, equivale a quase dez anos de treinamento e atribuo nunca ter chego aos 44s pelo pouco tempo de treinamento comecei o atletismo já aos 18 anos, por isso também considero uma marca expressiva”, lembrou Andrade, que explicou que conheceu o atletismo durante o Intermed.

A Intermed é uma das principais competições esportivas e tem como principal objetivo integrar as faculdades de medicinas do Estado de São Paulo.

Essa história da INTERMED você confere em nosso Podcast com o Drº Gerson de Andrade Souza. Lá ele fala sobre dopping, Corona Vírus, adiamento dos Jogos Olímpicos e muito mais. Confira.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here