Campanha ganha força com apoio de atletas e do vereador Eduardo Suplicy

325

A Federação Paulista de Atletismo (FPA) em defesa da permanência do Estádio Ícaro de Castro Mello – Pista de Atletismo do Ibirapuera participou da reunião que apresentou ao vereador Eduardo Suplicy a insatisfação da comunidade atlética nacional com a proposta do projeto da gestão de João Dória, que prevê entregar o Conjunto Esportivo Constâncio Vaz Guimarães à inciativa privada. Ao final do encontro, o vereador se comprometeu a apoiar a causa na Câmara de Vereadores.

Estiveram presentes no encontro, Joel Oliveira, presidente da Federação Paulista de Atletismo; Warlindo Carneiro, presidente da Confederação Brasileira de Atletismo – CBAt, Wlamir Motta, vice-presidente CBAt junto com assessoria jurídica, além dos Medalhistas Olímpicos André Domingos, Maurren Maggi, Arnaldo Oliveira, Sandro Viana, Joaquim Cruz e a professora Kátia Rubio, e atletas olímpicos de diversas modalidades.

A campanha em prol da defesa da manutenção do Complexo do Ibirapuera vem ganhando força dia-a-dia, principalmente com a adesão de nomes importantes relacionados ao esporte. Como Aurélio Miguel, do judô, a campeã Olímpica, Maurren Maggi, primeira mulher a conquistar a medalha de ouro (Pequim 2008), em esportes individuais. Ambos estiveram presentes no domingo, no ato do abraço coletivo ao Ibirapuera.

Outro expoente do Atletismo, o velocista André Domigos, é medalhista olímpico em Atlanta 1996 e Sidney 2000, além de arquiteto urbanista. Mesmo após deixar as pistas, não abandonou a modalidade e segue sendo nome importante, acreditando no esporte como agente de transformação social.

“A reunião que tivemos ontem (07) com o vereador Eduardo Suplicy foi maravilhosa, foi fantástico, o Eduardo Suplicy não vai medir esforços para ajudar a comunidade do esporte, ele entendeu no apelo, nosso desespero e principalmente nossa indignação, não é destruindo que vai conseguir dar um norte para o esporte, nós já temos poucos equipamentos pelo Brasil, como é que vai passar o rolo compressor na parte esportiva no Ibirapuera. Isso é um absurdo, não concordamos e vamos lutar até o fim contra isso, é um GOLPE no esporte. Nós medalhistas olímpicos estamos aqui para isso, vamos usar nossa imagem, nossas medalhas para reverter essa situação, tem muitos atletas dependendo da gente e iremos fazer o que estiver ao nosso alcance. Vamos até as últimas consequências em benefício do esporte”, falou André Domingos.

Além da reunião com o vereador Eduardo Suplicy, no último domingo (6), o presidente da FPA, Joel Oliveira esteve ao lado do judoca Aurélio Miguel (medalha de ouro em Seul – 1988 e Bronze em Atlanta – 1996) e Maurren Maggi (medalha de ouro em Pequim – 2008), no ato em defesa da história e valorização do esporte. Na ocasião, atletas, ex-atletas e admiradores do esportes participaram do abraço coletivo ao Complexo esportivo.

“Eu como atleta e medalhista olímpico, arquiteto urbanista sou totalmente contra a desconstruir uma coisa que está pronta, ainda mais que foi feita para o esporte. Nós podemos só ver lucro nas coisas, precisamos enxergar a questão humana, social, do esporte com as crianças, com os jovens e até alto rendimento. Como esses atletas, essas crianças, esses projetos vão funcionar sem a existência da pista de atletismo, das piscinas, da área do judô, da esgrima. Isso é um absurdo, uma aberração”, desabafou André.

A possibilidade de privatização surge após o Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat) rejeitar dar início aos estudos para o tombamento do local.

Ao Condephaat foi apresentado um abaixo-assinado com 5000 nomes, além de manifestações de atletas, ex-atletas e uma carta de ex-presidentes do Condephaat, mas a decisão de não seguir com os estudos ao tombamento foi mantida.

É uma aberração o que o Governo do Estado está querendo fazer com o Ibirapuera, onde já se viu tentar destruir um espaço que tem história, identidade, e aí se destrói e constrói uma Arena para 20 mil pessoas, e coloca o atletismo aonde, o Atletismo vai para onde, onde o atletismo vai treinar, e a natação para os atletas nadarem. Isso as vésperas dos Jogos Olímpicos é um tiro no pé, um absurdo.

Presente na reunião, o campeão olímpico Joaquim Cruz falou da importância da Pista do Ibirapuera para sua formação esportiva e cidadã e foi bastante elogiado pelo Vereador Eduardo Suplicy e reverenciada pelo presentes, por toda história e reconhecimento nacional, história, feitos esportivos e de toda relevância na sociedade.

“Durante a minha primeira competição nacional quando eu tinha 15 anos. Nenhum recorde pessoal será superado e nenhum sonho será realizado na pista de atletismo do Ibirapuera!?”

Medalha de bronze, nos Jogos Olímpicos de Pequim, o velocista Sandro Viana reforçou a importância da Pista de Atletismo do Ibirapuera como promotora de transformações na vida de muitas pessoas, tanto atletas quanto os usuários do espaço.

“Eu como medalhista olímpico não poderia estar de fora e estarei fazendo de tudo o que estiver ao meu alcance para defender esse solo sagrado do esporte brasileiro”, disse Sandro Viana.

A Federação Paulista de Atletismo emitiu um posicionamento oficial quanto a Pista de Atletismo do Estádio Ícaro de Castro Mello. Veja

A Federação Paulista de Atletismo está unindo forças com entidades, atletas, treinadores, associações diversas, e toda a sociedade em prol da defesa da manutenção do Complexo do Ibirapuera.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here