Brasileiros brilham na 96a Corrida Internacional de São Silvestre

234
Foto: Luiz Doro Neto

Após dois anos de espera, os amantes da corrida de rua puderam matar a saudade e voltar a correr na mais tradicional das corridas e nesta sexta-feira (31 de dezembro), a cidade de São Paulo recebeu a 96a Corrida Internacional de São Silvestre.

No feminino, o primeiro lugar foi conquistado pela queniana, Sandrafelis Chebet, mas o destaque do pódio ficou com as brasileiras Jenifer do Nascimento e Valdilene dos Santos (terceira e quarta colocadas respectivamente), ambas são atletas do EC Pinheiros.

Segunda colocada no Ranking brasileiro dos 10.000 m e terceira melhor brasileira nos 5000m, Jenifer do Nascimento fechou a São Silvestre com 53:32.

De acordo com o Ranking brasileiro da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), Valdilene dos Santos (EC Pinheiros)  fecha a temporada na sétima colocação dos 10.000m. Na São Silvestre, ficou com a quarta colocação com 53:33.

“Eu realizei um sonho de criança… Sempre acompanhei a São Silvestre pela tv… (Quando criança)… Me apaixonei… Pela emoção de ver os brasileiros lutarem pelo pódio… E comecei a correr com o sonho de um dia me tornar uma das atletas a conquistar um lugar também! Esse dia chegou. E estou muito feliz de alguma forma trazer alegria ao povo brasileiro, espero nos próximos anos conquistar o primeiro lugar! E vou trabalhar muito para isso acontecer”, disse Valdilene.

O presidente da Federação Paulista de Atletismo, Joel Oliveira acompanhou a prova e parabenizou a equipe de arbitragem, bem como os atletas filiados.

“É uma alegria poder atuar na São Silvestre, nosso time de arbitragem atendeu todos os critérios WA, a competição foi excelente, e ver nossos atletas filiados nas melhores posições, deixa tudo ainda melhor! Daniel e Jenifer fizeram provas incríveis, foram os melhores brasileiros na competição, enfim, são muitas alegrias num só dia!”, disse que Joel, que ainda participou da entrega dos troféus aos vencedores.

No masculino, melhor para o etíope Belay Bezabh que venceu a prova pela segunda vez, a outra conquista aconteceu em 2018. Porém, o atleta da Etiópia teve a concorrência do brasileiro Daniel do Nascimento (ABDA Bauru), que sentiu o ritmo na subida da Brigadeiro, mas ainda assim conseguiu segura a segunda colocação.

“Estou muito feliz com o resultado. Minha segunda vitória nessa prova. É muito bom correr aqui, pois me sinto em casa e já estou adaptado ao percurso e ao clima, apesar que neste ano senti um pouco o calor. Mas novamente posso comemorar outro resultado importante”, disse o campeão.

Daniel Nascimento

Primeiro colocado do Ranking brasileiro nos 10.000 m, Danielzinho é um dos grandes nomes da atualidade nas provas de fundo. Em 2019, o atleta fechou a São Silvestre na 11ª colocação e para 2021 fez a preparação no Quênia para entender e conhecer o motivo da hegemonia queniana nas corridas. O resultado dos treinamentos foi imediato e confirmado com a segunda colocação na edição de 2021 da São Silvestre.

“Estou feliz com esse resultado que demonstra minha evolução. Sempre tive bom desempenho, mas achava que precisava evoluir, então fui ao Quênia buscar essa melhoria. E, concluir este ano de 2021 com esse segundo lugar, coroa o meu melhor ano em competições. Agora é comemorar e continuar trabalhando para o constante desenvolvimento e assim buscar a vitória”, falou Danielzinho.

Ainda em 2021, Daniel do Nascimento conquistou a medalha de ouro nos 10km do Sul-Americano, em Guayaquil e no início do mês de dezembro fechou a Maratona de Valência na nona colocação, com 2:06:11.

Na chegada, o atleta Daniel Ferreira do Nascimento foi recebido pela noiva, Graziele Zarri (EC Pinheiros) que fechou a 96a Corrida Internacional de São Silvestre na sétima colocação.

Foto: Luiz Doro Neto

“Não estava aguentando, de tão gostoso que é isso. A conquista dele é minha, é nossa. Eu me tremia toda, é uma sensação muito gostosa”, falou Grazi Zarri líder do Ranking brasileiro da CBAt, nos 10.000 m e segunda colocada nos 5000 m.

Resultados 2021 – Elite

Feminino
1) Sandrafelis Tuei (QUE), 50:06
2) Yenenesh Dinkesa (ETH), 51:26
3) Jenifer do Nascimento (BRA), 53:32
4) Valdilene Silva (BRA), 53:33
5) Francian Moura (BRA), 54:10

Masculino
1) Belay Bezabh (ETH), 44:54
2) Daniel Nascimento (BRA), 45:09
3) Hector Flores (BOL), 45:15
4) Elisha Rotich (QUE), 46:26
5) José Mario Leão da Silva (BRA), 46:35

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here