Atleta Master: Osmar Ramos, uma vida dedicada ao Atletismo

327
Foto: Arquivo Pessoal

Nascido em Presidente Prudente, Osmar Ramos (75 anos) é um dos grandes nomes do Atletismo Paulista Master. Osmar debutou na modalidade aos 15 anos competindo na São Silvestre, quando a prova ainda tinha 7400 m e 1500 atletas inscritos e concluiu a prova na 300ª colocação.
 
“No mesmo ano, em 1960, comecei a competir pelo Clube Pinheiros nas provas de 800m, 1500 m e 3000 m com o técnico Dietrich Gerner”, explicou Osmar Ramos.

Entretanto, Osmar Ramos explica que sua relação começou dois anos antes, quando o então professor de Educação Física (Prof. Nelson) notou qualidades para que pudesse desenvolver uma carreira no atletismo.

“Em 1958, em Presidente Prudente, minha terra natal, eu cursava a 3ª série ginasial, quando conheci o professor de Educação Física (Prof. Nelson). Ele viu que eu tinha condições de representar a escola em competições de Atletismo, passando a me treinar até os 15 anos. Nessa época, vieram para Prudente, um sargento e um soldado da Força Pública que corriam na São Silvestre. Meu pai, que também era soldado, me apresentou aos dois que me trouxeram para São Paulo para a minha primeira corrida de rua (Gonzaguinha)”, detalhou Ramos.

A carreira de atleta foi marcada por alguns momentos especiais e também de desafios.
 
“Em 1970 eu tirei o 27º lugar na São Silvestre, ainda com 7400 m e também o Campeonato Sulamericano Master, em dezembro de 2008, em Rosário, na Argentina, onde tirei o 4º lugar na prova de 3000 m Marcha Atlética. E ainda tive que completar a equipe de Revezamento 4x400m, tirando o 3º lugar”, explicou Ramos.

Vamos conhecer um pouco mais desse atleta do Master.

Você sabia?!

Arquivo Pessoal

– De 1970 a 1995 me dividi entre as carreiras de Investigador de Polícia e Taxista. Aposentando da Polícia em 1995. No taxi aposentei em 2018.
 
– Durante dois anos fiz Voley Adaptado de Veteranos no Centro Olímpico.

– Adversário na pista?
Um grande amigo competia junto comigo e era meu principal adversário (José Odorico Rolim).

– Preparação
Sempre tive a sorte de nunca me lesionar. Meus treinos são apenas musculação leve e muita corrida na rua, nos parques e tiros de 400 m na pista do Ibirapuera. Hoje em dia eu não compito mais. Porém, me sinto muito saudável hoje, graças à vida esportiva que sempre tive.

Ídolos no Atletismo

– Abebe Bikila (campeão da Maratona de Roma em 1964)
– O técnico alemão Dietrich Gerner
– Adhemar Ferreira da Silva
– José João da Silva
– Jadel Gregório
– Marilson dos Santos… entre outros

Para finalizar, Osmar Ramos conta quais são as suas expectativas para modalidade no cenário nacional e completa com a relação de jovens que podem manter a tradição da modalidade.

“Com a parceria da FPA com a AAVSP estamos muito confiantes de que o Atletismo Master será reconhecido como uma modalidade que traz resultados e qualidade de vida para todos os que praticam. Tenho alguns amigos que ainda competem no alto rendimento, como, por exemplo, o Batista e alguns marchadores que foram convidados e aceitaram o convite para participar do nosso Paulista Master (Mario José dos Santos Junior, Luis Felipe e Tiago Fonseca)”, contou.

Filiada a mais de 20 anos, a Associação Atlética Veteranos de São Paulo (AVAASP) oficializou em março de 2020 o retorno à Federação Paulista de Atletismo. “Primeiramente o reconhecimento da categoria. Em segundo lugar, levando em conta o alto número de atletas Masters, as competições da Federação terão um número muito considerável de atletas em geral”, disse Ramos.

Qual seu recado para a nova geração de atletas?

“O Atletismo, como qualquer outro esporte, exige muita dedicação nos treinos e renúncias na vida pessoal. Apesar disso, para mim, o esporte é a atividade mais gratificante e emocionante que existe”, concluiu.

Linha do tempo da Carreira Esportiva de Osmar Ramos

Foto: Arquivo Pessoal

– Iniciou no Atletismo aos 15 anos, na Corrida de São Silvestre que tinha, na época, 7400 m. Tirei o 300º lugar. Haviam 1.500 atletas do mundo inteiro competindo.

– No mesmo ano, em 1960, começou a competir pelo Clube Pinheiros nas provas de 800m, 1500 m e 3000 m com o técnico Dietrich Gerner.

– Em 1964 foi transferido para o Clube Espéria, onde competi até o ano de 1970. Nesse ano de 1964 foi 3º colocado no Campeonato Brasileiro Juvenil na prova de 800 m. Essa competição aconteceu na Academia Militar das Agulhas Negras em Rezende (RJ).

– Em 1967 foi campeão Junior do Campeonato Paulista na prova de 3000 m c/ obstáculos.

– A partir de 1970, foi trabalhar na Polícia Civil do Estado de São Paulo e parou de competir na pista, ficando apenas com as provas de rua.

– Em 1989, ingressou nos Veteranos pelo Clube Banespa, na prova de 3000 m e 5000 m Marcha Atlética, ficando entre os três primeiros colocados na minha categoria. Competiu nesta prova até o ano de 2011.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here